REFORMULAÇÃO CURRICULAR DA FACULDADE DE MEDICINA "DR. DOMINGOS LEONARDO CERÁVOLO" DA UNIVERSIDADE DO OESTE  PAULISTA (UNOESTE)

 

 

 

Missão Institucional


  • Ser uma instituição de excelência no ensino de graduação, formando médicos com conhecimentos técnicos, científicos e humanísticos sólidos, capacitados à educação permanente, dotados de espírito crítico e dinâmico com relação à profissão médica, com responsabilidade social e compromisso com a cidadania.

  • Ser um centro de referência de assistência à saúde, planejando e executando ações e programas em conjunto com a comunidade local e regional, de forma integrada ao Sistema de Saúde.

  • Ser um pólo de educação permanente na região, proporcionando o desenvolvimento de recursos humanos qualificados na área médica.

  • Ser uma instituição formadora de especialistas, em programas de pós-graduação, propiciando a aprendizagem em serviços de acordo com a demanda regional.

  • Ser um centro de pesquisas técnico-científicas relacionadas aos problemas da região.
        

 

Objetivos do curso médico


  • Promover a graduação de um médico com formação geral técnico-científica, ética e humanística, capacitando à promoção, proteção e recuperação da saúde nos níveis primário e secundário, resolutivo, que dê ênfase à propedêutica e ao método clínico.

  • Valorizar a prática como eixo organizador do Currículo, promovendo a inserção do aluno nos cenários reais da atuação médica (no âmbito do SUS), e sua atuação de forma progressivamente responsável.

  • Valorizar estratégias de ensino/aprendizagem que estimulem a participação ativa do aluno na construção do seu próprio conhecimento, desenvolvendo, através da reflexão e da metodologia científica, o espírito crítico.

  • Desenvolver no profissional a competência para a atuação em equipe, no mercado de trabalho, de forma adequada à realidade.

 

 

Perfil do profissional a ser formado


A construção de um desenho curricular implica assumir um projeto de formação que articule criticamente a Missão Institucional, os Objetivos do Curso Médico e o Perfil do Médico que se pretende formar. Neste sentido, partindo da Missão Institucional e dos Objetivos já explicitados, o Perfil projetado para os alunos ao final do Curso nesta nova proposta curricular coaduna-se com o enunciado das diretrizes Curriculares Nacionais para os Cursos de Graduação em Medicina:

 

" Médico com formação generalista, humanista, crítica e reflexiva. Capacitado a atuar, pautado em princípios éticos, no processo de saúde-doença em seus diferentes níveis de atenção, com ações de promoção, prevenção, recuperação e reabilitação à saúde, na perspectiva da integralidade da assistência, com senso de responsabilidade social e compromisso com a cidadania, como promotor da saúde integral do ser humano." 

 

Ainda de acordo com as Diretrizes Curriculares, durante o processo de formação, o médico deverá adquirir e desenvolver capacidades e habilidades nos campos da atenção à saúde, da tomada de decisões, da comunicação, da liderança e da administração e gerenciamento, sendo ainda apto a educar-se permanentemente, tanto durante a formação quanto no decorrer de sua vida profissional.

O perfil do egresso desta Instituição volta-se, portanto, para a formação de um médico com formação técnico-científica, ética e humanística, capacitado à promoção, proteção e recuperação da saúde nos níveis primário e secundário. A graduação médica deve possibilitar que o aluno:

  • construa conhecimentos e habilidades que lhe permitam identificar os problemas básicos de saúde de sua sociedade;

  • integre as ciências básicas com a clínica;

  • conheça as peculiaridades do Sistema de Saúde vigente;

  • entenda o engajamento do médico como elemento integrante de uma equipe de saúde;

  • considere os valores, direitos e realidades sócio-econômicos de seus pacientes, colegas e do meio em que está inserido;

  • aprenda métodos científicos e desenvolva postura ética para alcançar decisões que, expressas no trabalho diário, sejam eficientes e respeitosas ao ser humano e ao seu contexto e

  • construa ativamente o seu próprio conhecimento, estando preparado para o processo de educação permanente.

 

 

Princípios norteadores do novo modelo curricular


O novo modelo curricular compromete-se com os seguintes princípios:

 

1. Formação técnico-científica e ético-humanista sólida, com ênfase na  na propedêutica e na utilização do método clínico, resgatando a dimensão cuidadora do exercício da medicina.

2. Prática profissional como eixo norteador do currículo.

3. Prática profissional perpassando todo o processo do currículo, com responsabilidades crescentes do aluno, em conformidade com sua autonomia na prática.

4. Processo de formação em múltiplos cenários de aprendizagem, visando a capacitação para a promoção, proteção e recuperação da saúde nos níveis primário e secundário.

5. Seleção de conteúdos programáticos profissionalizantes de acordo com a prevalência, letalidade e potencial de prevenção.

6. Implantação da interdisciplinaridade.

7. Valorização de metodologias pedagógicas que promovam a construção ativa do conhecimento pelo aluno.

8. Integração efetiva da Escola com o SUS.

9. Caráter dinâmico do Projeto Pedagógico, enquanto construção coletiva contínua.

10. Incorporação de uma política avaliativa, formativa, que promova o aprimoramento do processo de ensino-aprendizagem do Curso.

 

 

 

Estrutura do novo currículo


 

Módulos

 

 

Módulos verticais e áreas do conhecimento integradas:

 

Primeiro termo:

  • Biologia celular e Metabolismo (Biologia Celular, Bioquímica, Biofísica)

  • Fundamentos Morfofuncionais do Ser Humano I (Anatomia, Histologia, Fisiologia)

Segundo termo:

  • Fundamentos Morfofuncionais do Ser Humano II (Anatomia, Histologia, Fisiologia)

Terceiro termo:

  • Crescimento e Desenvolvimento (Genética, Embriologia, Ginecologia)

  • Mecanismos de Agressão e Defesa (Imunologia, Microbiologia, Parasitologia, Patologia)

  • Fundamentos do Diagnóstico Médico I (anatomia Topográfica e Propedêutica)

Quarto termo: 

  • Adoecer Humano (Patologia e Farmacologia)

  • Fundamentos do Diagnóstico Médico II

Quinto ao oitavo termos:

  • Saúde infantil

  • Saúde do adulto

  • Saúde da mulher

  • Saúde do idoso

 

Módulos Horizontais: PAPP (Saúde Coletiva, Psicologia Médica, Estatística Médica, Informática Médica, Fundamentos de Enfermagem, Sociologia, Propedêutica...)