PROCESSO DE ENFERMAGEM

  

 

Profª Enf. Mara Lúcia Silvestre

 

Universidade Estadual de Londrina
Clínica Psiquiátrica de Londrina

O processo de enfermagem é um processo interativo, de solução de problemas.  É um modo sistemático e individualizado de obter resultados a partir dos cuidados de enfermagem,  respeitando a autonomia e liberdade do cliente para tomar decisões e se envolver no processo.

As fases do processo de enfermagem consistem de avaliação, de diagnóstico, de identificação de resultados, de planejamento, de implementação e avaliação final.   A validação faz parte de cada uma dessas etapas, e todas as fases podem sobrepor-se ou ocorrer simultaneamente.  

– As fases do processo de enfermagem

* Avaliação

O enfermeiro recolhe dados sobre a saúde do cliente através de entrevista de avaliação, de observação do comportamento (exame do estado mental) e revisão do prontuário.

O enfermeiro deve estabelecer um contrato terapêutico quando poderá:

a) identificar a razão pela qual busca ajuda;

b) avaliar os fatores de risco relacionados à segurança do cliente;   

c) realizar uma avaliação biopsicossocial das  necessidades do cliente relativas ao tratamento.  

* Diagnóstico

 O diagnóstico de enfermagem é a resposta comportamental do cliente ao stress.

 

 
PROBLEMAS  REAIS  OU  POTENCIAIS  DE  SAÚDE  MENTAL
DOS  CLIENTES  ENVOLVENDO:
 

-       Manutenção da saúde e do bem-estar ótimos e prevenção da doença psicobiológica.

 

-       Limitações nos cuidados pessoais ou prejuízo no funcionamento devido ao sofrimento mental e emocional.

 

-      Déficits no funcionamento de sistemas biológicos, emocionais e cognitivos importantes.

           

-      Estresse emocional ou componentes de crise relacionados à doença, à dor e à incapacitação.

 

-       Alterações no autoconceito, temas ligados ao desenvolvimento e mudanças no modo de vida.

 

-       Problemas relacionados às emoções como ansiedade, raiva, tristeza, solidão e perda.

  

-      Sintomas físicos que ocorrem juntamente com alteração no funcionamento psicológico.

  

-       Alterações no pensamento, percepção, simbolização, comunicação e tomada de decisões.

  

-       Dificuldades de relacionamento.

  

-      Comportamentos e estados mentais que indicam que o paciente é um perigo para si mesmo ou para outros, ou que apresenta uma deficiência grave.  

     

-      Circunstâncias ou eventos interpessoais, sistêmicos, socioculturais, espirituais ou ambientais que afetam o bem-estar individual, familiar  ou da comunidade.

  

-      Manejo sintomático, efeitos colaterais/tóxicos associados com intervenção psicofarmacológica e outros aspectos do regime de tratamento.

   

* Identificação do Resultado

-          Estabelecimento de metas com o cliente;

-          Estabelecimento de critérios para a evolução final desejada para o cliente;

-          Estabelecimento de critérios para evolução final desejada para a família.

 

* Planejamento

O enfermeiro desenvolve um plano de cuidados que prescreve intervenções para a aquisição de resultados esperados.

O plano de cuidados deve ser sempre individualizado.

A documentação do plano de cuidados é uma atividade essencial da enfermagem.

    

* Implementação 

Na implementação do plano de cuidados, o enfermeiro utiliza intervenções que visam prevenir a doença mental e física e promover, manter e restaurar a saúde mental e física.

O enfermeiro usa intervenções de aconselhamento, ajudando na melhora ou reconquista de habilidades de enfrentamento, apoiando a saúde mental.

O enfermeiro propicia um ambiente terapêutico em colaboração com o cliente e demais membros da equipe multidisciplinar.

O enfermeiro estrutura intervenções centradas nas atividades da vida diária do cliente para incentivar o auto-cuidado.    

* Avaliação Final

O cuidado de enfermagem é um processo dinâmico envolvendo a modificação do estado de saúde do cliente ao longo do tratamento, criando a necessidade de novos dados, diferentes diagnósticos e modificações no plano de cuidados.   Portanto, a avaliação é um processo contínuo de determinação do efeito das intervenções de enfermagem e do regime de tratamento sobre o estado de saúde do cliente e os resultados esperados.  

 

[ Plano Assistencial de Enfermagem - Modelo de Impresso ]