Epilepsia

 
        Crise convulsiva é uma breve ruptura da função cerebral por meio de uma atividade elétrica temporária anormal entre os neurônios. Os tipos de convulsão dependem do local do córtex cerebral afetado por esta alteração de atividade elétrica.
 
 
Crise Tônica-Clônica
Neurônio
 
 
 
 
 
 

 

Crises Convulsivas Continuadas

Estado de Mal Epiléptico

no Paciente Sob Terapia Intensiva

Dr. Marcos Knibel.
Coordenador do ETICS - Educação Continuada em
Terapia Intensiva com Simulador Real de Paciente.
MedStudents.

– Objetivos:

– Determinar fatores etiológicos possíveis para CCs e EME. Quando pensar?;

– Esquematizar o passo a passo do tratamento: da crise convulsiva e das complicações dela decorrentes;

– Conhecer as conseqüências orgânicas das crises convulsivas;

– Tomar as medidas para prevenção de novas crises correlacionando-as com acompanhamento eletroencefalográfico.


I – Fluxogramas/definições:

– CCs – manifestações motoras tônico/clônicas, alterações do nível de consciência representadas por depressão mantida ou ausências com acordares súbitos mas sem representação cognitiva ou alterações súbitas autonômicas: respiratórias sejam relacionadas ao ritmo ou à freqüência ou cardiovasculares como hipertensão arterial ou taquicardia;

– EME – crises convulsivas continuadas com duração de pelo menos 5 minutos ou duas ou mais crises discretas entre as quais não ocorra recuperação da consciência;

– Diagnósticos diferenciais:

• Síncope – em pacientes com arritmia cardíaca principalmente do tipo bloqueio do estímulo átrio-ventricular;

• Ataques isquêmicos transitórios;

• Alterações representadas por movimentos involuntários.

– Fatores precipitantes:

• Infecção do sistema nervoso central;

• TCE;

• Abstinência do uso de álcool;

• Parada não controlada do uso de anticonvulsivantes;

• Uso de antidepressivos tricíclicos, penicilinas, metronidazol, fenotiazinas, aciclovir, meperidina, cocaína, derivados carbapenêmicos;

• Comprometimentos vasculares encefálicos agudos;

• Tumores;

• Anoxia cerebral;

• Alterações metabólicas: conseqüentes a nefropatias e hepatopatias; alterações eletrolíticas relacionadas ao Na++, Ca++ e Mg++; hipoglicemias ou hiperglicemias não cetóticas.

– Conseqüências sistêmicas das crises convulsivas:

• Aumento da PAS e PAP;

• Hiperglicemia inicial com hipoglicemia podendo ocorrer em torno de 1 hora após a crise;

• Aumento do ácido láctico;

• Comprometimento da respiração por obstrução das vias aéreas e contração do diafragma;

• Acidose mista com conseqüente hipercalemia;

• Insuficiência renal por rabdomiólise;

• Pneumonia posterior por broncoaspiração;

• Fraturas, deslocamentos articulares e avulsões musculares;

• Morte súbita pela combinação de acidose, hiperpotassemia e hipoxemia ou por edema pulmonar neurogênico.

– Diagnóstico de confirmação da crise convulsiva e do(s) possível(eis) fator(es) etiológico(s):

• História e exame neurológico/sistêmico focalizados;

• Análises laboratoriais;

• TC de crânio;

• Análise do LCR;

• EEG – para definição etiológica dos casos duvidosos e para diagnóstico de EMENC;

– Tratamento seqüencial:


- Dose de Hidantoína: 18 mg/Kg de peso como dose de ataque, podendo-se repetir 9 mg/Kg de peso conforme necessidade. Manutenção: 100 mg a cada 8 horas.

– Legendas, abreviaturas e siglas:

CCs – Crises convulsivas;

EME – Estado de mal epiléptico;

TCE – Traumatismo crânio encefálico;

PAS – Pressão arterial sistêmica;

PAP – Pressão de artéria pulmonar;

TC – Tomografia computadorizada;

LCR – Líquido cefalorraquidiano;

EEG – Eletroencefalograma;

EMENC – Estado de mal epiléptico não convulsivo;

CCsG – Crises convulsivas generalizadas.


– Bibliografia recomendada:

Handbook of Evidence-Based Critical Care: capítulo 40: Seizures and Status Epilepticus; Paul Ellis Marik; Springer-Verlag, 2.001.

Treiman DM, Meyers PD, Walton NY. A comparison of four treatments for generalized convulsive status epilepticus. Veterans affairs status epilepticus cooperative study group, N Engl. J Med. 1.998: 339 : 792 – 798.

Textbook of Critical Care: capítulo 169 A: Seizures in the Critically Ill; Shoemaker/Ayres/ Grenvik/Holbrook; W.B.