COMO SE INICIA?

A hanseníase começa com uma ou mais manchas esbranquiçadas ou avermelhadas na pele, em qualquer parte do corpo. Em cima destas(s) mancha(s) a pele fica com a sensibilidade diminuída ou abolida ao calor, à dor e ao tato. Na maioria das vezes nós nem notamos estas manchas porque elas não coçam, não doem e não incomodam.

 

 

COMO SE TRANSMITE A HANSENÍASE?

A hanseníase é causada por um micróbio chamado bacilo de Hansen. A transmissão acontece pelas vias respiratórias, e algumas vezes, através de contato com ferimento da pele do doente.

Para a transmissão acontecer é preciso conviver, muito tempo, com o doente das formas contagiantes e que não faz tratamento.

É importante saber que a maioria das pessoas tem resistência contra esta doença e que a hanseníase não é hereditária.

 

 

PRIMEIROS SINAIS

  • Manchas na pele que não doem, não incomodam, não coçam, não pegam pó.

  • Dormência

  • Formigamento

  • Manchas com queda de pêlos

  • Queimar ou cortar-se sem sentir

 

 

CENTRO DE SAÚDE

Todas as pessoas que apresentarem sinais suspeitos de hanseníase, precisam procurar um Serviço de Saúde.

Nestes serviços, a população tem direito de ser bem atendida, receber um tratamento correto, com todos os exames e todos os remédios totalmente gratuítos.

 

 

SE NÃO TRATADA  NA FORMA INICIAL A HANSENÍASE PODERÁ EVOLUIR PARA:

 

NÃO CONTAGIANTE

CONTAGIANTE

É caracterizada por manchas avermelhadas, bem delimitadas, com sensibilidade diminuída e que aparecem mais nos braços, pernas, nádegas e rosto. Esta forma não passa de uma pessoa para outra.

 

O doente apresenta manchas avermelhadas, mal delimitadas em qualquer parte do corpo. Pode ainda aparecer nódulos, caroços, queda de pêlos das sombrancelhas e inchaços no rosto e orelhas. Esse doente, sem tratamento, passa a doença para outra pessoa.
 

 

NAS DUAS FORMAS DA DOENÇA

Além da pele, os nervos podem também estar atacados, principalmente os dos braços e pernas, podendo causar deformidades e paralisia das mãos e pés.

Como as pessoas não sentem dor, por causa da anestesia, podem se ferir nas mãos e nos pés e, essas feridas, se não tratadas, não cicatrizarão. Nos olhos podem aparecer irritações, ardência, dores e até cegueira, se a doença não for tratada.

 

 

A HANSENÍASE TEM CURA?

  • Atualmente, existem medicamentos que curam a hanseníase. Quanto mais cedo for iniciado o tratamento, mais rápida será a cura.

  • Os doentes diagnosticados nas formas avançadas também serão curados após o tratamento. Os que são contagiantes, depois de pouco tempo de iniciado o tratamento, deixam de contagiar.

 

 

o que nós podemos fazer eliminar esta doença?

1- Ao notar qualquer sinal suspeito de hanseníase em você ou nas pessoas com quem convive, procure ou encaminhe a pessoa a um Serviço de Saúde;

2- Aceitar no trabalho, no convívio, enfim, na sociedade em geral, os portadores, pois quando estão sendo tratados, não se constituem em nenhum risco à coletividade;

3- Esclarecer amigos, vizinhos, companheiros de trabalho e pessoas ligadas a instituições como: igrejas, escolas, sindicatos, sobre essa doença;

4- Procurar conhecer as organizações que trabalham em defesa dos direitos dos doentes de hanseníase e dos seus familiares e auxiliá-los em suas atividades.