LEISHMANIOSE TEGUMENTAR AMERICANA

Secretaria Municipal de Saúde - Londrina

Antes do tratamento
O QUE É...

• A Leishmania é uma ferida também conhecida como úlcera de Bauru ou ferida brava.

• É transmitida pelo mosquito flebótomo, de 15 a 60 dias depois da picada aparece um carocinho de pus. Ao se romper, forma a ferida, que vai aumentando de tamanho, até formar a úlcera.

• A ferida é geralmente arredondada, com bordas um pouco mais altas que a pele normal, profunda, de cor vermelho vivo, não dói, mas é de difícil cicatrização.
Feridas da Leishmaniose Tegumentar Americana

LEMBRE-SE: A PICADA DO MOSQUITO PODE PROVOCAR FORTES COCEIRAS.

 

COMO SE PEGA...

• A doença é transmitida pelo mosquito flebótomo.

• O mosquito se contamina sugando animais (silvestres e domésticos) ou homem doente.

FLEBÓTOMO

• O flebótomo também é conhecido como BIRIGÜI, CANGALHINHA, MOSQUITO PALHA.

• Ataca à tarde e à noite.

• O adulto vive de 15 a 30 dias.

• A fêmea coloca de 40 a 70 ovos em local úmido. Durante a sua vida pode chegar a 200 ovos.

• O seu ciclo de reprodução é de 30 a 90 dias (ovo – larva – pupa – adulto).

TRATAMENTO...

• O tratamento da “ferida brava” é feito nos serviços de saúde.

• A leishmania tem cura, é só seguir o tratamento corretamente.

• Quando não tratada, ou tratada de forma incorreta, ela pode incubar, e aparecer depois nas cartilagens (nariz, lábios, garganta, etc.), podendo ficar como o menino ao lado.

LEMBRE-SE: TEM CURA. PROCURE O POSTO DE SAÚDE.

COMO EVITAR...

• Manter sempre a casa limpa e ventilada.

• Não permitir animais dentro de casa.

• Telar portas e janelas e usar mosquiteiros.

• Não construir sua casa muito perto das matas.

• Afaste os animais no mínimo 100 metros da casa.
Obs: você pode construir a casa dos animais entre a mata e a sua casa, formando uma barreira natural.


• Evite passear pela mata à noite.

• Evite banhos de rio ou lagoa perto da mata, principalmente à tarde ou à noite.


C
UIDADOS IMPORTANTES...

• Observar os animais da casa, se descobrir feridas, ligar para vigilância sanitária.

• Ao notar qualquer ferida em seu corpo ou em seus familiares, procure o posto de saúde.

A LEISHMANIOSE TEM CURA E NÃO É CONTAGIOSA. NA DÚVIDA SE INFORME NO POSTO DE SAÚDE MAIS PRÓXIMO.

Depois do tratamento