Campanha “Craque que é craque não usa Crack” ganha destaques em meios de comunicação

A campanha da ABP “Craque que é craque não usa Crack” mais uma vez ganhou destaque nos meios de comunicação. Os sites da EBC e do jornal O Povo noticiaram a palestra que ocorreu em prol da ação no CBP.

Objetivos da campanha

O Brasil tem hoje nada menos que 1,2 milhões de usuários de crack. E foi pensando em ajudar no combate e na prevenção ao uso de drogas pelos jovens que a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) criou o projeto “Craque que é craque, não usa crack”. Com o projeto, a ABP quer envolver jovens esportistas, artistas, comunicadores e outras personalidades de referência no País para defender o não uso da droga.

Os principais objetivos da campanha são:

  • Desenvolver ações preventivas e educativas contra o uso de drogas;

  • Fazer parcerias com atletas e clubes desportivos para fazer a mensagem chegar aos jovens do Brasil inteiro;

  • Formar Conselheiros em Dependência Qumica para dar a atenção e informação necessária aos jovens vítimas das drogas;

  • Informar a mídia e a sociedade sobre o grave problema que as drogas representam para a saúde pública do Brasil.

Histórico da Campanha

O projeto foi lançado no XXIX CBP com participação do coordenador da Central Única das Favelas (CUFA) do Rio Grande do Sul, Manoel Soares. A maneira como a Associação Brasileira de Psiquiatria vem tratando o assunto foi elogiada por Soares. Ele ressaltou, ainda, que é preciso que a campanha entre na vida dos jovens. “Precisamos desencastelar essas idéias, principalmente essa. Ela tem que chegar dentro da comunidade, tem que fazer parte do dia-a-dia das pessoas”, afirmou. Manoel se propôs a ser a conexão necessária para a realização de mutirões psiquiátricos nas comunidades. Para o coordenador, é preciso que o psiquiatra se aproxime mais da população.

O jogador Deco do Fluminense visitou a Exposição Paralela do XXIX CBP e também se engajou no projeto.
E, em Outubro, o presidente da ABP, Antônio Geraldo da Silva, esteve no centro de treinamento do Corinthians, quando apresentou e convidou os jogadores para aderirem ao projeto.

 

 

Fonte: