Aprovados os 3 anos de Residência Médica em Psiquiatria
 
 



Diretoria da Associação Brasileira de Psiquiatria
 


       Proposta da ABP foi aprovada em plenária da Comissão de Residência Médica do MEC. Regulamentação entrará em vigor a partir de 2007.


       A proposta da ABP para três anos obrigatórios na residência médica em psiquiatria foi aprovada no dia 18 de Outubro, dia do médico, na plenária da Comissão Nacional de Residência Médica do MEC em Brasília. A nova regulamentação entrará em vigor a partir de 2007, após envio, por parte da Associação Brasileira de Psiquiatria, de um programa detalhado sobre as atividades de cada ano.

       Esta conquista representa mais um avanço para a qualidade do atendimento psiquiátrico no país. A evolução da psiquiatria e das neurociências precisa ser acompanhada pelos estudantes, e em apenas dois anos de residência médica, isso não era possível, o que dificultava o desenvolvimento da prática clínica.

       Miguel Jorge, membro do Conselho Consultivo da ABP, que defendeu a proposta na plenária em Brasília, disse que a deliberação da Comissão de Residência Médica foi rápida, e que já foi solicitado um detalhamento do programa anual para a residência em psiquiatria.

       A Comissão de Residência Médica da ABP, que elaborou a proposta, pleiteou junto à Comissão Nacional de Residência Médica e trouxe esta conquista, foi formada pelo presidente da ABP, Josimar França, e é composta por: João Alberto Carvalho, Miguel Abib Adad, Francisco Lotufo Neto, Luís Carlos Calil, Ibiracy Camargo e Gustavo Soares.