OS  OBJETIVOS  DA  INTERNAÇÃO
    

1- PROTETIVO-CUSTODIAIS

a) Salvaguardar a vida e a reputação do paciente;

b) Salvaguardar a comunidade ante o comportamento do paciente;

c) Tirar o paciente de um ambiente prejudicial.

 

2- DIAGNÓSTICOS

a) Observação mais estrita;

b) Disponibilidade de procedimentos especializados.

 

3- TERAPÊUTICOS

a) Motivação do paciente e da família:

- a aceitar e ajudar a terapêutica;

- a mudar hábitos de vida.

b) Farmacoterapia:

- administração de esquemas farmacológicos demasiadamente complexos para serem executados em casa;

- iniciação rápida de esquemas farmacológicos potencialmente tóxicos exigindo observação cuidadosa;

- certeza de que os pacientes com transtornos mentais não colaborativos tomem medicação prescrita;

c) Sócio - Familiares:

- Reabilitação social, reuniões para psicoterapia de grupo,  experiência de vida em grupo, exposição à comunidade terapêutica, aceitação de responsabilidades sociais no ambiente hospitalar;              

- alívio de tensões familiares de modo a permitir a exploração de relacionamento e questões críticas sem emergências de crise dentro da família.

  d) Alguma terapêutica especial que não seja possível fora do hospital.

 

 

 De T.P.  e  H.G. Jareck, Moclern Paychiatric Trealiment, Filadelfia: Lippincott, 1971.