Critérios  Diagnósticos  para  Subtipos  da  Esquizofrenia (cont.)

 

Tipo Catatônico

Um tipo de Esquizofrenia no qual o quadro clínico é dominado por, pelo menos, dois dos seguintes sintomas:

(1)   imobilidade motora evidenciada por cataplexia (incluindo flexibilidade aérea ou estupor)

(2)   atividade motora excessiva (aparentemente desprovida de propósito e não influenciada por estímulos externos)

(3)   extremo negativismo (uma resistência aparentemente sem motivo a toda e qualquer instrução, ou manutenção de uma postura rígida contra tentativas de mobilização) ou mutismo

(4)   peculiaridades do movimento voluntário evidenciadas por posturas (adoção voluntária de posturas inadequadas ou bizarras), movimentos estereotipados, maneirismos proeminentes ou trejeitos faciais proeminentes)

(5)   ecolalia ou ecopraxia  

 

Tipo Indiferenciado

Um tipo de Esquizofrenia no qual os sintomas que satisfazem o Critério A estão presentes, mas não são satisfeitos os critérios para os Tipos Paranóide, Desorganizado ou Catatônico.

 

Tipo Residual

Um tipo de Esquizofrenia no qual são satisfeitos os seguintes critérios:

A.   Ausência de delírios e alucinações proeminentes, discurso desorganizado e comportamento amplamente desorganizado ou catatônico. 

B.   Existem evidências continuas da perturbação, indicadas pela presença de sintomas negativos ou dois ou mais sintomas relacionados no Critério A para Esquizofrenia, presentes de forma atenuada (por ex., crenças estranhas, experiências perceptuais incomuns).

Tabela extraída do DSM-IV Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders,4ª ed., Copyright American Psychiatric Association, Washington, 1994. Usada com permissão.