SISTEMAS DIAGNÓSTICOS EM DEPÊNCIA QUÍMICA
CONCEITOS BÁSICOS
 
 
Critérios do DSM-IV para Dependência de Substância
DSM-IV - Critérios para dependência de substâncias

Um padrão de uso disfuncional de uma substância, levando a um comprimetimento ou desconforto clinicamente significativo, manifestado por três (ou mais) dos seguintes sintomas, ocorrendo durante qualquer tempo, num período de 12 meses:

1. Tolerância, definida por um dos seguintes critérios
a. necessidade de quantidades nitidamente aumentadas de substâncias para atingir intoxicação ou o efeito desejado
b. efeito nitidamente diminuído com o uso contínuo da mesma quantidade da substância

2. Abstinência, manifestada por um dos seguintes critérios
a. síndrome de abstinência característica da substância
b. a mesma substância (ou outra bastante parecida) é usada para aliviar ou evitar sintomas de abstinência

3. A substância é frequentemente usada em grandes quantidades, ou por período maior do que o intencionado

4. Um desejo persistente ou esforço sem sucesso de diminuir ou controlar a ingestão da substância

5. Grandes perídos de tempo utilizados em atividades necessárias para obter a substância, usá-la ou recuperar-se de seus efeitos

6. Reduzir ou abandonar atividades sociais, recreacionais ou ocupacionais por causa do uso da substância

7. Uso continuado da substância, apesar do conhecimento de ter um problema físico ou psicológico ou recorrente que tenha sido causado ou exacerbado pela substância
 
 
Critérios da CID-10 para Dpendência de Substâncias
CID-10 - Critérios para dependência de substâncias

O diagnóstico de dependência deve ser feito se três ou mais dos seguintes são experienciados ou manifestados durante o ano anterior

1. Um desejo forte ou senso de compulsão para consumir a substância

2. dificuldades em controlar o comportamento de consumir a substância em termos de início, término ou níveis de consumo

3. Estado de abstinência fisiológica, quando o uso da substância cessou ou foi reduzido, como evidenciado por: síndrome de abstinência característica para a substância, ou o uso da mesma substância (ou de uma intimamente relacionada) com a intenção de aliviar ou evitar os sintomas de abstinência

4. Evidência de tolerância, de tal forma que doses crescentes da substância psicoativa são requeridas para alcançar efeitos originalmente produzidos por doses mais baixas

5. Abandono progressivo de prazeres alternativos em favor do uso da substância psicoativa: aumento da quantidade de tempo necessário para obter ou tomar a substância ou recuperar-se de seus efeitos

6. Persistência no uso da substância, a despeito de evidência clara de conseqüencias manifestamente nocivas, tais como dano ao fígado por consumo excessivo de bebidas alcoólicas, estados de humor depressivos conseqüentes a períodos de consumo excessivo
 
 
 
Critérios do DSM-IV para Uso Nocivo de Substâncias
DSM-IV Critérios para uso nocivo de subtâncias

A. Padrão de uso disfuncional de uma substância, levando a um compromisso ou desconforto clinicamente significativo, manifestado por um ou mais dos seguintes sintomas:

1. Uso constante da substância, resultando no fracasso em cumprir obrigações no trabalho, na escola ou em casa

2. Uso constante da substâncian em situações fisicamente comprometedoras

3. Problemas legais constantes relacionados com o uso da substância

4. Uso contínuo da substância, apesar de ter um problema social ou interpessoal persistente ou constante, ou que seria exacerbado pelos efeitos da substância


B. Nunca preencher os cirtérios para dependência desta substância
 
 
Critérios da CID-10 para Uso Nocivo de Substâncias
CID-10 Critérios para uso nocivo de subtâncias

O diagnóstico requer que um dano real tenha sido causado à saúde física e mental do usuário

Padrões nocivos de uso são freqüentemente criticados por outras pessoa e estão associados a conseqüencias sociais adversas de vários tipos

Uso nocivo não deve ser diagnósticado se a síndrome de dependência, um distúrbio psicótico ou outra forma específica de distúrbio relacionado com o álcool ou drogas estiver presente