Aprenda Semiologia com Dr. Joubert Barbosa (1942)

"Maneiras de examinar as funções mentais"

ATENÇÃO

        Atenção é a faculdade que permite concentrar as funções psiquiátricas a fim de realçar um objetivo, excluindo do campo da consciência os demais.

        São objetos da atenção os fatos psicológicos sensitivos, intelectuais, volitivos ou qualquer outro fato exterior.

         A atenção pode ser espontânea ou reflexa.

         A atenção é espontânea quando apenas o objeto desperta a atividade psicológica (atenção passiva). Se a esta atividade se segue uma reação voluntária (atenção ativa), visando a exclusão ativa dos detalhes secundários, temos a atenção voluntária ou reflexa.

         A atenção depende, sobretudo:

a) da afetividade: dominados por uma emoção forte, só nos interessam as coisas relacionadas com o fato;
b) da vontade, que permite aplicar as faculdades, deliberadamente, sobre o objeto.

PATOLOGIA DA ATENÇÃO

Síndrome Maníaca
        Aprosexia — É a falta absoluta de atenção, o que verifica particularmente nas oligofrenias graves, nos estados confusionais e demenciais.

        Hipoprosexia — Significa debilidade da atenção. Verificam-se, sobretudo, nos estados demenciais, nas crises depressivas, na psicastenia, na histeria, etc.

        Hiperprosexia — É a superatividade da atenção, observada nos primeiros dias de excitação maníaca, nas fases iniciais do alcoolismo agudo e da paralisia geral.

        Disprorsexia — Consiste na exaltação da atenção espontânea com paralisia ou debilidade da atenção reflexa. Há, então, tendência à mobilidade e um rendimento menor. A atenção flutua aqui e ali, fixando-se dificilmente num ponto ou noutro. É manifestação comum dos estados maníacos, psicoses agudas, estados tóxicos.

SEMIOLOGIA DA ATENÇÃO

        Entre as provas mais comumente utilizadas, distinguimos:

PROVA DE BOURDON-GALÍCIA

        MATERIAL — consiste num quadro em que se vêm cinco carreiras de 35 letras, distribuídas arbitrariamente, figurando a letra A 70 vezes.

        APLICADO — Pede-se que o paciente conte mentalmente todas as letras A. Marca-se o tempo gasto.

        APURAÇÃO — O indivíduo normal realiza a prova em um minuto.

PROVA DAS ADIÇÕES SUCESSIVAS DE KRAEPELIN

        MATERIAL — Numa folha de papel se encontram várias colunas de vinte e cinco algarismos, distribuídos arbitrariamente em cada coluna.

        APLICAÇÃO — A prova deve se realizar em ambiente silencioso. O paciente procura somar, dois a dois, os números de cada coluna, escrevendo à margem os resultados respectivos. Somará o primeiro número com o segundo, o segundo com o terceiro, o terceiro com o quarto, etc. De vez em quando se modificam as condições do ambiente, provocando-se um ruído, projetando-se um foco luminoso ou qualquer outro estímulo sensorial. Anota-se o tempo gasto para cada coluna.

        APURAÇÃO — O indivíduo com atenção normal costuma gastar um minuto para cada coluna.

PROVA DE GALÍCIA

        MATERIAL — Num cartão se encontram 100 quadrados distribuídos em colunas. Vinte e cinco desses quadrados têm um traço partindo do lado superior, vinte e cinco do lado direito, e , finalmente, vinte e cinco do lado inferior.

         Além disso, cinqüenta dos quadrados têm um ponto negro no centro. E entre todos os quadrados se vêem cinqüenta pequenas circunferências e cinqüenta pequenos círculos pretos.

        APLICAÇÃO — Apresenta-se o cartão ao paciente e se pede que conte mentalmente, enquanto marcamos o tempo com um cronômetro:

1a. parte) o número de círculos negros;
2a. parte) o número de circunferências;
3a. parte) os quadrados com pontos negros;
4a. parte) os quadrados sem pontos negros;
5a. parte) os quadrados com traço ao lado superior;
6a. parte) os quadrados com traço ao lado inferior;
7a. parte) os quadrados com traço ao lado esquerdo;
8a. parte) os quadrados com traço ao lado direito.

        APURAÇÃO — O indivíduo normal realiza a prova nos seguintes tempos:

1a. parte) de quinze a vinte segundos;
2a. parte) de quinze a vinte segundos;
3a. parte) de quinze a vinte segundos;
4a. parte) de quinze a vinte segundos;
5a. parte) de dez a quinze segundos;
6a. parte) de dez a quinze segundos;
7a. parte) de vinte e cinco a trinta segundos;
8a. parte) de vinte e cinco a trinta segundos;

        Tempo total para a prova: 120 segundos mais ou menos.

         Deve-se ter em conta o número de figuras deixadas sem contar.