ALTERAÇÕES   DA   AFETIVIDADE

 

01-    HIPERTIMIA
02-    HIPOTIMIA
03-    APATIA   OU   INDIFERENÇA  AFETIVA
0
4-    SENTIMENTO   DE   FALTA   DE   SENTIMENTO
0
5-    SENTIMENTO  DE  INSUFICIÊNCIA
0
6-    SENTIMENTOS   SEM  OBJETO
0
7-    SENTIMENTOS  INADEQUADOS
08-    QUALIDADES  NOVAS  DOS  SENTIMENTOS
09-    PÂNICO
10-    SENTIMENTOS  DE  PRESENÇA
11-    IRRITABILIDADE  PATOLÓGICA
12-    TENACIDADE  AFETIVA
13-    INSTABILIDADE  AFETIVA
14-    INCONTINÊNCIA  EMOCIONAL
15-    SUGESTIBILIDADE  PATOLÓGICA
16-    PUERILISMO
17-    MORIA
18-    ANGUSTIA
19-    AMBIVALÊNCIA  AFETIVA
20-    FOBIAS
   


     

IRRITABILIDADE PATOLÓGICA

 

BLEULER –           COMO SENDO UMA PREDISPOSIÇÃO ESPECIAL AO DESGOSTO,  A  I RA,  AO  FUROR.

 

MANIFESTAM IMPACIÊNCIA, AUMENTO DA CAPACIDADE DE REAÇÃO PARA DETERMINADOS ESTÍMULOS, INTOLERÂNCIA.

 

(PERSONALIDADES PSICOPÁTICAS EXPLOSIVAS, ESTADOS DE EXALTAÇÃO  MANÍACA,  ALGUNS  OLIGOFRENICOS,  EPILEPSIA).

 

TENACIDADE  AFETIVA

  

CONSISTE NA PERSISTÊNCIA ANORMAL DE CERTOS ESTADOS AFETIVOS, COMO O RESSENTIMENTO, O ÓDIO, O RANCOR,  E EM VIRTUDE DESSA FIXAÇÃO PROLONGADA DE SENTIMENTOS  DESAGRADÁVEIS, O INDIVÍDUO  ESTA  SEMPRE  DE MAU-HUMOR.

   
PUERILISMO

  

O TERMO É EMPREGADO PARA DESIGNAR AS ALTERAÇÕES  MENTAIS  CARACTERIZADAS  PELA  REGRESSÃO  DA  PERSONALIDADE ADULTA AO NÍVEL DO COMPORTAMENTO INFANTIL  (ATITUDES,  LINGUAGEM,  ESTADO  DE  ÂNIMO).
    

  


É um estado especial em que se produz a mudança  rápida  e  imotivada  do  humor, sempre acompanhada de extraordinária intensidade da reação afetiva, que se processa com duração muito  limitada.

(Senis,  P.M.D.,  P. Psicopaticos,  Oligof.)

O termo fobia é definido como “um temor insensato, obsessivo e angustiante, que certos doentes  sentem  em  determinadas  situações”.